Notícias

9
Sep

Exame de rastreamento para o câncer da próstata

O exame de toque retal, utilizado para detecção precoce do câncer da próstata, é imprescindível para obtenção de melhores resultados no tratamento desta doença. O exame consiste na palpação da próstata, sendo possível identificar nódulos ou áreas endurecidas, que são considerados achados suspeitos para a doença.

Entretanto, o exame é envolto por uma série de preconceitos masculinos. Uma pesquisa, realizada pelo Instituto Datafolha, revelou que 21% dos entrevistados afirmaram: ‘’Não é coisa de homem’’, e 38% citaram que não seria necessária a sua realização. O estudo mostrou que 35% dos homens de 50 a 59 anos nunca realizaram o exame de toque retal. Neste grupo, 26% afirmaram não considerar o exame importante.

O envelhecimento, histórico familiar e a raça negra são fatores de risco para a doença. Homens com algum desses fatores de risco devem iniciar o exame de rastreamento mais precocemente. A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda o rastreamento para o câncer de próstata a partir dos 45 anos quando o indivíduo apresenta um caso na família (parente de primeiro grau) ou for da raça negra. Os demais podem iniciar o exame aos 50 anos.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil. É importante salientar que o exame de toque é simples, indolor e leva apenas alguns segundos. Adicionalmente ao exame de toque é realizada também a dosagem de PSA, que é um exame de sangue.

Consulte regularmente um urologista e esteja sempre em dia com os exames, cuidar da saúde é coisa de homem.

deixe o seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *