Infecção urinária

Infecção urinária

O que é?

As infecções do trato urinário (ITU) representam uma das doenças infecciosas mais prevalentes na população. A principal via de acesso das bactérias ao trato urinário é a uretral e as bactérias mais comuns de ocasionar ITU são as bactérias do trato intestinal, representadas pela Escherichia coli e outras.
As ITU são representadas pela cistite aguda e pela pielonefrite aguda. A cistite aguda é a infecção que acomete a bexiga e ocasiona sintomas locais como ardência para urinar, dor no baixo ventre, vontade frequente de urinar, odor urinário, sangramento na urina. Não ocasiona sintomas sistêmicos como febre, queda do estado geral. A pielonefrite aguda, é a infecção que compromete o rim e é um quadro mais grave com sintomas sistêmicos, como febre, mal-estar, fraqueza, associa-se a dor lombar, dores pelo corpo, além de sintomas idênticos ao da cistite aguda.

Existe tratamento?

O diagnóstico é iminentemente clínico, entretanto pode-se lançar mão de exame de urina para eventual confirmação diagnóstica. Em pessoas de maior risco de complicações, como idosos, crianças pequenas, imunossuprimidos, diabéticos descompensados, pode ser necessária a internação e uso de antibióticos via intravenosa.
Casos de ITU recorrentes ou ITU refratária ao uso de determinado antibiótico, é necessário a realização de exame de cultura de urina com antibiograma para orientar qual o antibiótico apropriado.
Quando a pessoa apresenta episódios seguidos de infecção urinária, é necessário o acompanhamento com o urologista, para a investigação de causas que possam estar facilitando a reinfecção.
Algumas mudanças de comportamento são úteis em pessoas com ITU de repetição. Seguem as principais recomendações:
– Ingerir muito líquido, utilizar o aspecto da urina como parâmetro de hidratação. Quando a urina estiver clara ou transparente é um indicativo que a hidratação está adequada.
– Evitar segurar a urina por muito tempo. É melhor esvaziar a bexiga em um banheiro que não seja muito limpo do que segurar a urina muitas horas até chegar no banheiro de casa.
– Sempre urinar após as relações sexuais.
– Ingerir fibras alimentares na dieta. Ajudam a manter o hábito intestinal diário. A obstipação está associada a maior risco de ITU.

agendar consulta online