Tortuosidades no pênis

Tortuosidades no pênis

O que é?

A curvatura do pênis é um aspecto que pode ser uma variação da normalidade, como pode ser um defeito congênito ou um defeito adquirido. Problemas na formação embrionária do pênis podem fazer com que o pênis apresente uma curvatura ventral (para baixo), às vezes associada com defeito da implantação do meato uretral, chamado hipospádia. Geralmente, esta situação é diagnosticada e tratada na infância. Na vida adulta, podem ocorrer deformidades no pênis, em decorrência de traumatismos ou mesmo de forma espontânea. Isto ocorre por que há a formação de uma placa calcificada na haste peniana, fazendo com que perca a elasticidade naquele local, levando a uma curvatura para o mesmo lado. A forma adquirida é chamada de Doença de Peyronie, em homenagem ao francês François Gigot de la Peyronie, que descreveu a doença em 1743.
A doença de Peyronie apresenta duas fases. A fase aguda, que pode durar 6 a 18 meses e normalmente é autolimitada. Nesta fase a curvatura pode intensificar progressivamente e as ereções costumam ser dolorosas. A outra fase é a crônica, onde não há dor, e há estabilidade em relação a curvatura. Pode ocorrer regressão espontânea da curvatura em até 46% dos casos.

Existe tratamento?

O tratamento das deformidades penianas, tanto as congênitas quanto adquiridas, é baseado na correção cirúrgica. Entretanto, quando a deformidade permite o coito vaginal satisfatório, sem dor à parceira, deve-se desencorajar o paciente a realizar o tratamento cirúrgico.
O paciente deve ser orientado a utilizar lubrificantes íntimos e adotar posicionamento que facilite a penetração de forma que fique confortável para a parceira.

agendar consulta online